12.1 C
Lisboa
Terça-feira, Novembro 29, 2022

Carta de Militantes aos eleitos do PS sobre a situação no Irão

Os Nossos Autores

João Bernardo

Theodore Kaczynski

Enquanto militantes do Partido Socialista os signatários desta carta protestam perante a contínua repressão das autoridades do regime de Teerão contra o seu próprio povo quando este apela a mais liberdade e democracia. Esta repressão – cada vez mais violenta – já terá (a 8.11.2022) ceifado a vida a mais de 300 manifestantes entre os quais mais de 40 menores.

Enquanto militantes do Partido Socialista e no espírito e letra da Declaração de Princípios do Partido Socialista, no seu terceiro ponto se escreve: “Na sua prática política, o PS coloca acima de qualquer outro objectivo a defesa e a promoção dos direitos humanos, a convivência pacífica entre os indivíduos, os povos e as nações e a construção de uma nova ordem global fundada na justiça e na cooperação, desenvolvendo os princípios estabelecidos nos instrumentos fundamentais da Organização das Nações Unidas”.

Os signatários desta carta apelam assim aos nossos eleitos no Parlamento Europeu e na Assembleia da República que instruam o Governo da República a convidar os seus parceiros internacionais a:

a aumentar as sanções contra o regime designadamente daquelas que não prejudiquem directamente o povo iraniano e que sejam direccionadas à oligarquia reinante.
Que apelem ao regime de Teerão para que este cesse todas as formas violentas de repressão e, em particular a repressão contra as mulheres e os seus direitos e se sublinhe a necessidade de libertação de todos os presos políticos.
Que proteste contra a existência de censura e bloqueios nos acessos à Internet que impedem aos seus cidadãos o acesso à informação livre e independente disponível na rede global.
Que convide o Secretário-Geral António Guterres e, em particular, o “United Nations Human Rights Council” da ONU para que se instale uma sessão que possa abordar o tema da repressão e da crise dos direitos humanos no Irão.
Que apela à suspensão imediata das deportações de cidadãos iranianos em todos os países membros da União Europeia.
Que se simplifique os processos de entrada e registo de todos os cidadãos iranianos que procuram em Portugal – e em toda a União Europeia – refúgio contra a repressão no Irão.

Primeiros subscritores:
Rui Pedro Martins
Ana Paula Araújo
Gustavo Ambrósio
Paulo Deus
Felisia Rubio
Silvino Dias Ruivo
Paula Borges

Publicidadespot_img

Mais artigos

Gosta do que leu?

Contribua Para o Esforço de Guerra!spot_img

Mais Recentes